„As minhas dívidas ascendiam a 150 mil euros”

Quando as dívidas e os problemas financeiros surgem, a incerteza é a primeira a instalar-se… a solidão, a angústia e a depressão acabam por ser as seguintes

Sempre trabalhei na área da construção e, quando iniciei, nessa altura, fiz um pequeno investimento e fui pagando o restante. Mas, todavia, o dinheiro começou a não chegar. Não sabia gerir as coisas como deveria, mas, também não sabia o que estava mal e muitas vezes parava para
analisar, sem que chegasse à solução do problema. Por falta de entendimento com o meu sócio,
acabámos por nos separar.”

INSTÁVEL

“Entretanto, essa dívida acabou por me trazer problemas psicológicos. Fiquei com depressão, a qual me afetou no casamento e na parte financeira, pois era muito pressionado pelas pessoas a quem devia e vivia num sufoco. O dinheiro nunca chegava para nada, pois, assim que o ganhava, acabava por gastar no imediato. Não conseguia dormir, comecei a  car ansioso, tinha ataques de pânico e ia parar ao hospital. Ao chegar lá, punham-me dois comprimidos debaixo da língua e eu
dormia, mas, passado alguns dias, regressava tudo novamente.”

FRUSTRAÇÃO

“Como pai, não conseguia dar uma vida estável ao meu  lho e à minha esposa, enfim, era uma frustração enorme. Por não conseguir sustentar a minha família, via-me fraco, triste, abatido, sem vontade para nada e isso estava a levar-me ao desespero e ao choro constante. Tapava um buraco e abria outro ainda maior, passava um cheque a um fornecedor e, caso a minha esposa me pedisse dinheiro, acabava por ter que mentir a um cliente.”

A PROVA

“Entretanto, conheci a Universal e, como estava com muitas dívidas para pagar, decidi ir. Ouvia pessoas dizer que lá as vidas se transformavam, mas, ao mesmo tempo, também diziam que se roubava. Confesso que cheguei à Igreja um bocado desconfiado, sempre na expetativa de ver o que iria acontecer. Quando ouvi falar do dízimo, comecei logo a pensar ‘vai ser agora que eles vão começar a pedir…’. Mas, como não tinha nada a perder, já estava no limite, sem dinheiro e cheio de dívidas, decidi pôr à prova aquilo que ouvia. Dei o dízimo, que eram algumas moedas que tinha na altura. Admito que não compreendi muito bem o que era o dízimo, mas, mesmo assim, resolvi pôr à prova.”

SINAIS

“Passado algum tempo, comecei a notar que estava diferente. Estava mais confiante, mais forte. Observei que, nos orçamentos que fazia, quando antes duvidava se o cliente iria entregar-me o trabalho, após o dízimo, na mesma hora, o cliente dava-me trabalho. Havia algo de diferente, pois antes não era assim. Comecei a ter mais trabalho, a ser solicitado para mais orçamentos, passei a ter a necessidade de contratar mais funcionários, comprar mais material e equipamentos.”

CRESCIMENTO

“As pessoas começaram a olhar para mim de outra maneira, como uma pessoa credível, com capacidade no mercado, séria. Comecei a pagar as dívidas, os fornecedores a ter mais paciência, a colaborar comigo, a não me pressionar tanto. Fui crescendo, a ter outro tipo de clientela. Entretanto, adquiri um terreno onde estou a construir a minha própria habitação. Comprei outro onde fiz o estaleiro e a empresa está a crescer. Atingi um volume de negócios no último ano que ultrapassou 1 milhão de euros e, de facto, a minha vida está a ser transformada.”

NOVA IMAGEM

“A casa que estou a finalizar terá um valor de mercado que ronda 1 milhão de euros, o património da empresa é bastante elevado, temos perto de 40 funcionários e bastante prestígio. Todos falam de nós e querem trabalhar para nós. Somos solicitados por vários arquitetos, ou seja, a nossa vida tem vindo a ser completamente transformada. Hoje possuo uma visão diferente e durmo tranquilamente.”

REALIZAÇÃO TOTAL

“Ser dizimista, para mim, não é nenhuma obrigação, na verdade, é com grande alegria que o devolvo, pois Deus não só me tem honrado, como não tem deixado faltar nada. Mesmo no período
da pandemia, tudo tem corrido bem, inclusivamente, temos trabalho agendado até 2023. Mas, mais importante que isso tudo, a relação com a minha família mudou, hoje temos estabilidade, paz, alegria e isso não há dinheiro nenhum que pague. Hoje, sou realizado, tenho paz, sou alegre e totalmente transformado!”

Sérgio Torres